quinta-feira, janeiro 10, 2013


FUNDAMENTO DA INVECTIVA

Descubro, nas interjeições febris de mulheres amadas, as paisagens
belgas. A prosaica antecâmara dos lamentos,
Annie Playden, ó Desconhecida,
sicómoros crepusculares, Transcendência!
(…)

O resto em NUNO JÚDICE, Crítica Doméstica dos Paralelepípedos  (1973)

3 comentários:

Custódia C.C. disse...

Conhecesse eu melhor Apollinaire e não teria que ir ao google saber quem era Annie!
Sei tão pouco desta coisa maravilhosa das letras ...

Manuel Nunes disse...

Annie Playden e Marie Laurencin, "liaisons malheureuses".Tenho o livro "Alcools":
"Sous le pont Mirabeau coule la Seine / Et nous amours (...)".Posso levá-lo para a próxima sessão.

Custódia C.C. disse...

Sim, sim podes levar :)