domingo, junho 10, 2018


A meio caminho entre a fé e a crítica está a estalagem da razão. A razão é a fé no que se pode compreender sem fé; mas é uma fé ainda, porque compreender envolve pressupor que há qualquer coisa compreensível.
= Bernardo Soares, Livro do Desassossego.


quinta-feira, junho 07, 2018

MADAME HYDE (2017), DE SERGE BOZON


ISABELLE HUPPERT, foi por ela que me sentei na sala do Monumental. A transfiguração de uma professora de Física  perante uma classe de jovens descendentes africanos, árabes e magrebinos. Lycée Arthur Rimbaud, escola com nome de poeta maldito.  O rap insubmisso («Demasiado trabalho na escola, e depois da escola não há trabalho») e versos de “Les Phares”, de Charles Baudelaire. Um estranho caso, como o do Dr. Jekyll e Mr. Hyde. 


terça-feira, junho 05, 2018

TOPÓNIMOS



Domingo, 3-6-2018
Nenhum jasmim nestas escadas de luz e sombra em cujas pedras cresce uma árvore como uma alegoria verde. Árvores em flor em outros pontos da cidade. Nesta Lisboa, onde agora «a cor dos jacarandás floridos / se mistura à do Tejo, em flor também,» (Eugénio de Andrade).