quinta-feira, março 16, 2017

JOSÉ BACELAR (1900-1960)

Colaborador da Seara Nova, autor do ensaio Da viabidade do romance português de interesse universal (1939) e de considerável obra bibliográfica, colaborou na presença nos números 52, 1 e 2 da segunda série, respectivamente de Julho de1938, Novembro de 1939 e Fevereiro de1940. No número de 1938 publicou estas "72 anotações à margem da vida quotidiana", dedicadas a José Régio. -- Três delas: O elogio é sempre benéfico - excepto quando corrompe; Ser filósofo é afinal saber encontrar uma faceta vantajosa em cada escravidãoSe queres ser profundo, aprende a pensar à beira do paradoxo. -- José Régio tinha em grande consideração o seu perfil intelectual e o seu ensaísmo muito peculiar.

2 comentários:

Ricardo António Alves disse...

Quando encontrar uma foto dele, avise.

ab.

Manuel Nunes disse...

Pois, não sei... Se encontrar, aviso.
Abraço