quarta-feira, outubro 10, 2012

"A EDUCAÇÃO DO ESTÓICO" - III


Flores amo, não busco. Se aparecem
Me agrado ledo, que buscar prazeres
       Tem o esforço da busca.
A vida seja como o sol, que é dado,
Nem arranquemos flores, que, tiradas,
       Não são nossas, mas mortas.

RICARDO REIS, ode 129, 16-6-1932

2 comentários:

Custódia C.C. disse...

Tanta beleza nestas palavras ...

Manuel Nunes disse...

Sim. Uma leitura a que se volta sempre.